Rádio Princesa 1000 - Liberado nome de políticos citados na operação lava-jato
  Android Android
celulares
smartphones
Iphone, ipod, ipad IPHONE
IPOD
IPAD
Blackberry Blackberry
celulares
smartphones
  Android Android
celulares
smartphones
Iphone, ipod, ipad IPHONE
IPOD
IPAD
Blackberry Blackberry
celulares
smartphones
Política  06.03.2015 às 20:35:03 - Princesa Serrana
Liberado nome de políticos citados na operação lava-jato
O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu liberar o nome dos políticos citados na Operação Lava-Jato, incluindo os nomes que tiveram seus pedidos arquivados por insuficiência de indícios.
Apesar do nome do falecido ex-governador Eduardo Campos ter sido citado em depoimento pelo ex-Diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, não houve menção durante a entrega dos nomes. Segundo Paulo Roberto Costa, o recém eleito senador Fernando Bezerra (PSB/PE) teria sido o intermediário no recebimento de R$ 20 milhões para o caixa 2 na campanha à reeleição de 2010. O citado senador rebateu as acusações, classificando-as como levianas e mentirosas.

A lista dos políticos citados:

PP
- Senador Ciro Nogueira (PI)
- Senador Benedito de Lira (AL)
- Senador Gladson Cameli (AC)
- Deputado Aguinaldo Ribeiro (PB)
- Deputado Simão Sessim (RJ)
- Deputado Nelson Meurer (PR)
- Deputado Eduardo da Fonte (PE)
- Deputado Luiz Fernando Faria (MG)
- Deputado Arthur Lira (AL)
- Deputado Dilceu Sperafico (PR)
- Deputado Jeronimo Goergen (RS)
- Deputado Sandes Júnior (GO)
- Deputado Afonso Hamm (RS)
- Deputado Missionário José Olímpio (SP)
- Deputado Lázaro Botelho (TO)
- Deputado Luis Carlos Heinze (RS)
- Deputado Renato Molling (RS)
- Deputado Renato Balestra (GO)
- Deputado Lázaro Britto (BA)
- Deputado Waldir Maranhão (MA)
- Deputado José Otávio Germano (RS)
- Ex-deputado e ex-ministro Mario Negromonte (BA)
- Ex-deputado João Pizzolatti (SC)
- Ex-deputado Pedro Corrêa (PE)
- Ex-deputado Roberto Teixeira (PE)
- Ex-deputada Aline Corrêa (SP)
- Ex-deputado Carlos Magno (RO)
- Ex-deputado e vice governador João Leão (BA)
- Ex-deputado Luiz Argôlo (BA) (filiado ao Solidariedade desde 2013)
- Ex-deputado José Linhares (CE)
- Ex-deputado Pedro Henry (MT)
- Ex-deputado Vilson Covatti (RS)

PMDB
- Senador Renan Calheiros (AL), presidente do Senado
- Senador Romero Jucá (RR)
- Senador Edison Lobão (MA)
- Senador Valdir Raupp (RO)
- Deputado Eduardo Cunha (RJ), presidente da Câmara
- Deputado Aníbal Gomes (CE)
- Ex-governadora Roseana Sarney (MA)

PT
- Senadora Gleisi Hoffmann (PR)
- Senador Humberto Costa (PE)
- Senador Lindbergh Farias (RJ)
- Deputado José Mentor (SP)
- Deputado Vander Loubet (MS)
- Ex-deputado Cândido Vaccarezza (SP)

PSDB
- Senador Antonio Anastasia (MG)

PTB
- Senador Fernando Collor (AL)

Arquivamentos
Além dos pedidos de abertura de inquérito, o Ministério Público Federal pediu o arquivamento em outros sete casos, entre os quais os dos senadores Aécio Neves (PSDB-MG), candidato derrotado à Presidência da República, e Delcídio Amaral (PT-MS); e dos ex-deputados Alexandre Santos (PMDB-RJ) e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), ex-presidente da Câmara.

Outros três – os senadores Ciro Nogueira (PP-PI) e Romero Jucá (PMDB-RR) e o deputado e ex-ministro Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) – tiveram parte das suspeitas arquivadas, mas serão alvos de inquérito em relação a outra parte.

Todos os citados vão ter a chance de se defender das acusações sofridas, mas apenas o fato de serem citados num escândalo que já supera, pelo menos em números, o famoso escândalo do Mensalão, já está causando muito estrago à imagem dos partidos.
A "oposição" já está usando esta lista como parte de munição contra o governo petista e seus maiores aliados, como o PMDB, partido que anseia em lançar candidato à presidência nas próximas eleições.

Agora sim a Operação Lava-jato tem início.
 
 

Desenvolvido por: